Pneumonia Infantil, esteja alerta!

A pneumonia é uma das doenças respiratórias que mais atingem as crianças. Ela se trata de uma infecção que acomete os pulmões dos pequenos, provocando sintomas que lembram muito aqueles causados pela gripe. Pessoas de diferentes idades podem sofrer de pneumonia, mas ela é particularmente comum nas crianças e idosos.

A pneumonia é mais comum em crianças, sobretudo nos bebês, mais até mesmo do que nos idosos. Quanto mais o tempo passa e a criança não for devidamente tratada, os sintomas agravam ainda mais o quadro, dificultando o diagnóstico e também causando a internação em hospitais.

Essa é uma doença que tem cura e muito dificilmente pode contaminar alguém. Bebês que nasceram com um peso baixo, inferior a 2 kgm, que sofrem de desnutrição, que não foram suficientemente amamentados e que não receberam determinadas vacinas podem contrair pneumonia com mais facilidade.

Causas e sintomas da pneumonia infantil

A pneumonia infantil é uma infecção que pode ser causada por diferentes agentes. Cada um desses agentes vai dar origem a um tipo diferente de pneumonia. Os agentes causadores da pneumonia infantil são:

  • Vírus;
  • Bactérias;
  • Fungos;
  • Aspiração de líquidos;
  • Larvas;
  • Parasitas.

Essa doença respiratória também pode ocorrer depois que a criança contrai alguma infecção no nariz e garganta. Se ela tiver algum resfriado, dor de garganta ou mesmo gripe, é bem possível que ela acabe contraindo pneumonia.

A criança vai aspirar, acidentalmente, o agente infeccioso para dentro de seu corpo. O organismo tenta se defender, mas quando essa defesa é malsucedida ou a porcentagem de agentes infecciosos é muito grande, a pneumonia acontece.

Entre os sintomas da pneumonia infantil, podemos citar:

  • Febre alta, normalmente acima de 38°.
  • Tosse com muco;
  • Inapetência;
  • Respiração curta e rápida;
  • Dificuldade para respirar;
  • Movimento excessivo das costelas ao respirar;
  • Cansaço à toa;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Aumento da frequência respiratória;
  • Sudorese;
  • Calafrios;
  • Dores no peito;
  • Dor abdominal;
  • Congestão nasal.

 

É curioso notar também que cada fase ou idade da criança vai conferir uma maior vulnerabilidade a um determinado tipo de agente infeccioso. Em alguns casos, dependendo dos sintomas apresentados com maior expressividade, é possível até mesmo saber qual germe está causando o problema.

Em pneumonias cujo agente infeccioso é uma bactéria, a criança fica doente mais velozmente, com uma febre bem elevada e respiração absurdamente rápida.

No caso das pneumonias cujo agente infeccioso é um vírus, os sintomas aparecem mais lentamente, de forma progressiva e costumam ser menos severos do que quando se trata de uma pneumonia bacteriana.

Tratamento para a pneumonia infantil

O tratamento para a pneumonia infantil tem uma duração que pode variar de 7 a 14 dias. A duração do tratamento varia de acordo com o agente causador da doença. Em vários casos, é possível realizar o tratamento em casa, para maior conforto e comodidade dos pais e da criança. Em casos mais graves, o tratamento é feito no hospital.

Ele deve ser feito com a maior antecedência possível, preferencialmente em até 2 dias após o aparecimento dos sintomas. Se houver demora para iniciar o tratamento, o quadro da doença pode ser agravado.

Vamos elencar abaixo algumas formas disponíveis para tratamento da pneumonia infantil.

  • Mantenha a criança bem alimentada, com alimentos saudáveis, ricos em nutrientes;
  • Dê muito líquido em geral e muita água;
  • Garanta que as vias aéreas estejam sempre limpas. Limpar o nariz com soro e fazer inalação com soro e medicamentos ajuda nisso;
  • Administração de antibióticos, seja via oral ou por meio de injeção;
  • Fazer fisioterapia respiratória;
  • Ministra oxigênio, caso seja preciso.

Evitando a pneumonia infantil

Enquanto o tratamento da pneumonia infantil estiver em andamento, recomenda-se fortemente que ela permaneça em repouso e evite ir para locais públicos. Fazendo o tratamento de forma adequada, a cura da pneumonia é eficaz.

 Fonte: Matéria em parceria com o Site Bebê123

Tags: Bebê, Crianças, Saúde

voltar para Dicas de Saúde Respiratória

show tsN fwR fsN center|left fwR tsN|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news c05|fsN normalcase c05 fwB tsY|b01 c05 bsd|login news normalcase c05 tsY fwB|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||