Febre: o que fazer quando ela aparece?

É importante que você leia este artigo até o final para que descubra o que fazer quando seu filho tem febre. Talvez seja melhor começar dizendo que não é bom que você entre em um estado de desespero, já que assim não conseguirá encontrar soluções lógicas e apropriadas para lidar com o estado da criança.

Muitos pais de primeira viagem imaginam que ao primeiro sinal de alguma coisa errada já é necessário correr para o pronto-socorro e esperar pelo pior. Não é esse o caso na maioria das vezes.

Crianças adoecem e não há como mudar esse fato. Se o seu filho tiver acabado de entrar na escola então, as viroses e infecções podem até acabar virando parte da sua rotina por alguns meses.

Nesse contexto, é comum que as crianças apresentem alguns quadros febris e aí é necessário entender quando você está diante de um caso de urgência ou quando é possível esperar um pouco antes de entrar em contato com o seu pediatra pessoalmente.

Em primeiro lugar, é muito importante que você tenha em mente que a febre é apenas um sintoma de algo que está desregulado no corpo do seu pequeno. É um bom sinal porque indica que o corpo está aumentando a temperatura a fim de combater alguma doença infecciosa ou inflamatória. Os nossos anticorpos circulam melhor com a temperatura do corpo alta.

Assim, sabendo que a temperatura normal do corpo varia entre 36º e 37,2º, você deve se preocupar se o seu filho apresentar mais de 37,8º. É a partir daí que a criança começa a se sentir mal.

É possível medicá-la em casa, no entanto a medicação deve ser aplicada apenas sob a orientação do seu pediatra. Caso a criança continue se sentindo mal, ligue para o seu médico ou, aí sim, vá ao hospital.

Também fique atento a estados de comportamento diferentes na criança: muito choro, gemidos, gritos e convulsões, obviamente não são parte de um comportamento padrão.

Nesses casos, é importante ir ao hospital para verificar o que a criança tem também. Uma vez que a febre é apenas um dos sintomas de que algo está errado, a atitude da criança pode estar mostrando que há mais elementos de dor ou de incômodo em seu corpo, mesmo que seja um bebê.

Tendo essas recomendações em mente, é importante que você se prepare de antemão para casos como esse. Você pode se antecipar das seguintes maneiras:

  • Assim que tiver uma consulta com o pediatra do seu filho novamente, pergunte a ele quais são as medicações mais adequadas para aplicar em caso de febre mais branda. Pergunte também de quanto em quanto tempo o medicamento deve ser administrado e em qual dose.

  •  

    Nesta mesma consulta, faça questão de deixar salvo no seu celular o contato da clínica em que você leva o seu filho e também o telefone do médico pediatra, a fim de que você possa contatá-lo em momentos de maior tensão.

Ter essas informações previamente ajudará você a lidar melhor com a situação sem se desesperar  e também a agir de maneira efetiva quando seu filho tiver febre.

 

voltar para Blog

show tsN fwR fsN center|left fwR tsN|left fwR tsN show|bnull||image-wrap|news c05|fsN normalcase c05 fwB tsY|b01 c05 bsd|login news normalcase c05 tsY fwB|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||